Quem sou eu

Minha foto
Bragança Paulista, São Paulo, Brazil
Discípulo de Jesus, casado com Clélia, pai da Victória e feliz por tudo isso.

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

SUCESSO ALGUM JUSTIFICA O FRACASSO DE UMA FAMÍLIA



DAVI, SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS, MENOS NA FAMÍLIA.

Atos dos Apóstolos capítulo 13 versículo 22

E, quando este foi retirado, levantou-lhes como rei a Davi, ao qual também deu testemunho, e disse: Achei a Davi, filho de Jessé, homem conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade.

II Samuel capítulo 12 versículo 10

Agora, pois não se apartará a espada jamais da tua casa, porquanto me desprezaste, e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para ser tua mulher.

Eu gostaria de começar fazendo uma pergunta: O que é preciso para alguém se tornar um homem segundo o coração de Deus?

E para respondermos, precisamos saber o que significa ser “conforme o coração de Deus”.

A grande maioria das vezes em que a bíblia fala sobre coração, ela não está se referindo a bomba sanguínea que alimenta todo nosso corpo. Quando se refere ao coração, aqui e em vários outros textos, ela está falando, em termos bem simples, sobre o centro da atividade da vida, ou seja, sobre a totalidade do ser, representada pelo coração.

Então um homem, e que bom que a bíblia fala que Davi é HOMEM segundo o coração de Deus e não que ele é um super-homem, um anjo, um arcanjo, querubim, Serafim, semi-deus ou algo parecido, mas fala que ele é HOMEM, que tem limitações, defeitos, manias, taras, que precisa se alimentar, tomar banho, soltar gases (credo pastor, isso é coisa que se escreva aqui), que se entristece, falha, peca (e saber disso faz toda a diferença).

Então esse HOMEM segundo o coração de Deus nada mais é do que alguém que existe de acordo com o caráter de Deus e tudo o que ele é e faz, é baseado naquilo que Deus é e faz.

Se perguntarmos para algumas pessoas, poderemos ter estas respostas:

O sistema religioso em vigência, recheado de dogmas, dirá que é preciso pagar o preço. Apesar de nem eles saberem ao certo no que consiste esse “preço pago”.

A corrente teológica que vê dinheiro em tudo certamente dirá que só é preciso pagar.

Os conservadores reformados talvez digam que é necessário seguir certa doutrinação teológica ortodoxa.

Os pentecostais tradicionais de plantão certamente dirão que é importante orar muito, jejuar o mesmo tanto e ler a bíblia um sem números de vezes (apesar de a nossa geração ser a mais biblicamente analfabeta de todas, todos concordamos e incentivamos os outros a lerem a bíblia).

Os neo-pentecostais irão além: é preciso orar muito, jejuar o mesmo tanto, ler a bíblia um sem número de vezes (apesar de nossa geração ser a mais biblicamente analfabeta de todas, todos concordamos e incentivamos os outros a lerem a bíblia – vale a pena repetir), sumir no monte, participar de campanhas de 21 semanas e se você perder uma, recomeçar do zero.

Os liberais dirão com certeza que já os são, apesar de seu estilo de vida dizer exatamente o contrário.

Outros dirão ainda que não têm uma opinião formada sobre o assunto.

Há, existe ainda o grupo dos “achólogos” que sempre tem uma opinião sobre todo e qualquer assunto, mesmo não dominando assunto nenhum.

Mas a verdade é que, não importando a visão particular de quem quer que seja, as Escrituras dão conta que existiu um homem do qual o próprio Javé deu testemunho de que era segundo o seu coração.

Esse homem é Davi. Ninguém mais em toda bíblia ostentou um título tão nobre como esse.

A bíblia fala de Abraão, o amigo de Deus. Fala de Jacó, amado por Deus. De Esaú odiado por Deus. De José, exaltado por Deus, entre outros. Mas como fala a respeito de Davi, só dele e de mais ninguém.

E eu fico me perguntando o que Deus viu em Davi que lhe chamou tanto a atenção?

Uma pista talvez seja a disposição de Davi em amar ao Senhor acima de tudo, de todos e de todas as circunstâncias.

Ninguém amou tanto ao Senhor Deus como Davi. As repetidas declarações de amor a Deus, feitas por ele em seus escritos, principalmente nos Salmos deixa bem clara a beleza de seu amor por Jeová.

Davi amou a Deus com todo o seu ser, e penso que por devotar a Ele tanto amor, o Senhor lhe deu esse título: homem segundo o meu coração.

As realizações de Davi também nos dão algumas pistas de como pode ser o comportamento de um homem que é segundo o coração de Deus.

Senão vejamos:
- Davi, ainda que tenha pecado de maneira sórdida contra o Senhor e contra Urias, foi um dos poucos reis que nunca se dobrou a outro Deus que não fosse o Eterno.

- Davi, apesar de ser de família pobre e de ter se tornado pastor de ovelhas, tarefa familiar que era reservada para os filhos menos dignos, nunca se deixou abater por sua condição.

- Davi, na solidão do deserto, poderia facilmente ter fugido quando seu rebanho foi atacado por um leão e um urso. Afinal de contas, as ovelhas não iriam contar para ninguém mesmo. Mas ele não se esquivou e lutou bravamente para salvar algumas simples ovelhinhas.

- Davi não se assustou diante de Golias como os demais israelitas, e decidiu defender a honra do Deus de Israel, lutando contra o campeão filisteu.

- Davi era um verdadeiro adorador por excelência. Praticamente metade do Saltério foi escrito por ele. Davi foi músico e instituiu a música oficialmente como forma de louvor e adoração a Deus, além de criar, ele próprio, vários instrumentos musicais.

- Davi sabia respeitar a unção de Deus sobre as outras pessoas. Duas vezes teve oportunidade para matar seu pior inimigo, Saul, mas não o fez por respeito a unção de Deus que estava sobre Saul.

- Davi se preocupava com as coisas de Deus, e quando a arca da aliança estava longe, não se deteve e mandou buscá-la.

- Davi lutava as guerras do Senhor e as vencia. Derrotava os inimigos do povo de Deus.

- Davi conseguia motivar as pessoas a serem leais a Deus.

- Davi recompensava seus amigos e pessoas que o ajudavam.

- Davi era um grande conquistador.

- Davi sabia o valor do culto a Deus e das ofertas, ao ponto de dar todo o seu ouro e toda sua prata para construção do templo.

Davi foi sem sombra de dúvidas um homem segundo o coração de Deus. Um grande herói de Jeová. Um exemplo de coragem e amor a Deus.

Porém (e que pena que na vida de Davi exista um porém), quando o assunto é família Davi não é, nem de longe, um exemplo a ser seguido; ou melhor é um exemplo a não ser seguido.

Talvez por ser um ativista, Davi não conseguiu ser um bom chefe de família. Estava sempre ausente, envolvido em suas expedições de guerra e conquistas.

O melhor e maior rei da bíblia, também foi o pior pai e chefe de família.

Tudo começou com o adultério, motivado por uma desocupação mental e braçal a que Davi se permitiu. Depois de seu relacionamento ilícito com Bate-Seba, sua vida familiar entrou em uma decadência moral e espiritual que a levou à ruína.

A história é triste:
Amnom seu filho, se apaixona por sua própria irmã Tamar e resolve violentá-la sexualmente.
O irmão de Tamar, Absalão decide vingar a honra de sua irmã e mata Amnom.
Absalão foge e fica três anos longe de casa.
Davi manda buscar Absalão e não permite que o mesmo veja seu rosto.
Absalão se rebela contra o próprio pai e deita-se com suas concubinas em plena praça pública.
Absalão morre em um confronto com o exército de seu próprio pai.
E quando Salomão assume o trono, manda matar seu irmão Adonias.

E o que Davi fez diante de tudo isso?

Nada! Calou-se quando Amnom abusou de Tamar. Calou-se quando Absalão matou Amnom. E assim por diante, sempre se calando, se omitindo, se esquivando. Que chefe de família medíocre. Não foi capaz de tomar as rédeas de sua casa quando essa mais precisou dele. Deixou que ela fosse totalmente destruída pelo simples fato de não se posicionar como um líder. Ser segundo o coração de Deus fez de Davi um herói na rua, mas um derrotado em sua casa.

E essa história tem se repetido. Em busca de uma posição social e financeira melhor, muitos chefes de família têm aberto mão de suas casas, deixando de dar a seus cônjuges e filhos a bênção de sua presença. Outros têm recheado seus familiares de presentes e coisas, quando tudo o que eles queriam era poder ver o rosto ou apenas ouvir a voz do líder do lar.

Nossa nação vive um período de inversão de valores. Aquilo que era bom e puro em outras gerações, hoje é visto como caretice ou babaquice. As pessoas vivem um ativimismo exacerbado em nome do conforto e da realização pessoal. Ter mais, cada vez mais. Essa é a meta da maioria das pessoas, em detrimento do ser melhor, cada vez melhor.

Parece que os relacionamentos não têm a mesma importância de alguns anos atrás, quando as famílias ainda se assentavam à mesa para uma refeição. Nossa rotina frenética, às vezes psicodélica, tem nos levado à muitas doenças físicas e psicológicas, escravizando aqueles que estão à nossa volta, obrigando-os à viverem privados de nossa presença. Estamos pagando um preço alto por esse abandono às raizes familiares. E os que mais sofrem são aqueles que menos interferem nesse processo: nossos filhos!

Não permitamos que nossa casa seja destruída por nossa ausência ou por nossa omissão. Nos levantemos como líderes familiares segundo o coração de Deus.

É isso que realmente importa. Chegar ao final de nossa jornada e ter uma história familiar diferente daquela que foi contada por Davi, é isso que realmente vale a pena. Conquistar, vencer na vida, atingir nossos sonhos de realizações pessoais e galgar uma posição social melhor, nós faremos, mas, somente se não formos obrigados a sacrificar nossa casa.

Sucesso algum justifica o fracasso de uma família.

Pense muito nisso!

No Amor Daquele que nasceu da descendência de Davi, ao qual o próprio Davi lhe chama Senhor, e que está assentado à destra do poder de Deus até que ponha seus inimigos por escabelo de seus pés!

Deus te abençoe!

Adriano Roberto
01/08/2008
http://www.adrianoroberto.blogspot.com/

Um comentário:

Piedra disse...

ola meu querido irmão em cristo jesus.
que bom que vc tenha gostado do meu blog. sei que assusta muitas pessoas pelo seu titulo...mas a intenção é essa mesma, quando vc coloca algum que desperte curiosidade, é sempre visto ou comentado. pensei muito e tbem queria um jeito diferente de levar a palavra.. então o espirito santo me fez lembrar de uma antiga frase que vi em uma camiseta em labaredas de fogo em belo horizonte.. então deu certo..esta sendo muito acessado..bom a paz...inte mais..bjkas